31 de janeiro de 2011

Que Palhaçada vai virar esta educação

O deputado eleito Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), 45, o palhaço Tiririca, afirmou ontem que tem planos de participar da Comissão de Educação e Cultura da Câmara.
"Quero trabalhar na área de educação e cultura. É o que o partido também quer", afirmou o humorista ao sair do hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

No entanto, deputado eleito não quis falar dos projetos que tem para a área.
"Já mostrei alguma coisa para a galera. Mas, tem que chegar primeiro na Câmara, conversar, marca reuniões, aquela coisa toda."
O PR tem dois deputados na comissão de 32 membros.
A única ideia que apresentou foi um projeto para incentivar a adoção de animais.
Após ser eleito com votação recorde de 1,3 milhão de votos, Tiririca teve que passar por um teste de alfabetização aplicado pela Justiça Eleitoral. Ele leu uma notícia de jornal e fez um ditado com uma frase de 10 palavras.
Segundo ele, o episódio está superado.
Na sexta-feira, o deputado operou para retirar a vesícula. A cirurgia ocorreu sem problemas.
"Foi tirada a vesícula fora. Estava inflamadíssima", afirmou o deputado eleito na saída do hospital.
Segundo Tiririca, a cirurgia foi decidida depois de um exame.
O médico Raul Cutait chegou a sugerir que a operação fosse feita no sábado. Mas, Tiririca quis fazer no mesmo dia.
"Eu sai do consultório dele direto para o hospital fazer a operação", afirmou Tiririca, ao lado da mulher Nana Magalhães.
Na terça-feira, ele toma posse como deputado federal. Ele diz que não sabe ainda como será o seu discurso de posse.
Com mais de 1,3 milhão de votos, Tiririca foi o mais votado do país.
No final de dezembro, Tiririca foi internado no hospital São Mateus, em Fortaleza (CE), após sentir uma indisposição gástrica.

Um comentário:

Eugenio Hansen, OFS disse...

Paz e bem!

Há tempos fico incomodado
com esta perseguição implacável
ao Tiririca.

Não tenho esperanças
de que ele vá ser um deputado brilhante,
mas duvido que venha a ser um fiasco.

Mesmo que a Falha de S. Paulo
fique destacando
qualquer pequeníssimo falha dele.
Aposto que se usássemos
o mesmo microscópio cruel
muitos deputadosdoutores
seria mostrados
com iguais ou piores falhas.